Salmo 12

O salmo dessa semana nos faz pensar sobre como palavras escritas há tanto tempo podem ser tão atuais.

A resposta é triste, mas simples: porque corrupção, desonestidade e falsidade são velhos problemas que acompanham a humanidade.

O Salmo 12 nos dá forças para lutar contra esse tipo de comportamento e nos dá a certeza de que Deus está do lado dos justos.

Esperamos que todos façam uma boa leitura e boa reflexão. Que o Senhor continue nos levando no caminho da retidão ética e moral, que saibamos conduzir nossos filhos na direção da honestidade e do amor.

Salmo 12: 1-8

1. Salva-nos, SENHOR, porque faltam os homens bons; porque são poucos os fiéis entre os filhos dos homens.

2. Cada um fala com falsidade ao seu próximo; falam com lábios lisonjeiros e coração dobrado.

3. O Senhor cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente.

4. Pois dizem: Com a nossa língua prevaleceremos; são nossos os lábios; quem é senhor sobre nós?

5. Pela opressão dos pobres, pelo gemido dos necessitados me levantarei agora, diz o Senhor; porei a salvo aquele para quem eles assopram.

6. As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes.

7. Tu os guardarás, Senhor; desta geração os livrarás para sempre.

8. Os ímpios andam por toda parte, quando os mais vis dos filhos dos homens são exaltados.