Todos Nós Morreremos

Lidar com o fim da vida é um tabu na nossa cultura, mas organizar-se para esse momento pode evitar sofrimentos desnecessários.

Porém, não adianta se preparar para a morte sem ter aproveitado bem a vida.

Se você segue seu lado existencial, a morte não te pega desprevenido. Mas quando você deixa seus planos para o futuro, para quando se aposentar, você perde, porque não viveu o que queria.

Plano existencial é viver do modo que o faz feliz, seguir seus desejos, ao invés de ser e fazer apenas o que a sociedade espera de você.

E isso pode significar festas em Milão, carros e casas luxuosas ou uma vida simples. É totalmente pessoal. E não é sempre tão simples.

A morte nos lembra que somos finitos. De que adianta consumir e acumular tanto se tudo pode acabar amanhã? É por isso que ignoramos a morte e deixamos tudo para depois. Se você fosse morrer em seis meses, o que faria e o que deixaria de fazer? Pense nisso e lembre-se: quem garante que esse não é mesmo todo o tempo que você tem de vida?

Todos desejam a morte aos 90 anos, sem dor, dormindo. Pensam que vão morrer assim. Só que isso acontece com uma minoria. Mas, se ninguém sabe quando a morte vai chegar, o fato é que isso pode acontecer a qualquer hora. E aceitar essa ideia pode mudar sua vida para melhor.

Vídeo de despedida: Morro feliz em Deus

Nick Magnotti, 27 anos, diagnosticado com câncer terminal gravou um vídeo se despedindo da filha Austin de 7 meses.

“Todos nós morremos, mas me sinto abençoado por poder me despedir e dizer adeus.”
“Eu sei que Deus cuidará de você quando eu me for.”

Nick casou-se com Alyssa em 2008, mas aos 24 anos de idade ele recebeu a notícia de que estava com um tipo raro de câncer de apêndice. Depois de três anos de quimioterapia e várias cirurgias, ele perdeu a luta contra a doença, falecendo no mês de janeiro de 2014. Mas antes de morrer, Nick resolveu deixar registrado seu amor pela filha e uma mensagem para que ela sempre se lembrasse dele.

Também é possível notar sua serenidade, esperança e confiança em Deus. Ele agradece ao criador pela paz recebida nesses momentos difíceis e diz se sentir abençoado por poder se despedir, além de não ter medo da morte, pois espera a salvação.

Uma verdadeira lição de fé!